A FEPSP-RS realizou no último dia 15/10, na sede do Sindicato dos Vigilantes de Novo Hamburgo e Região, o XXV Congresso Estadual da categoria, num formato mais simplificado, com abordagem direta e votação aberta dos temas propostos, os representantes dos trabalhadores após debates deliberaram sobre as seguintes questões:

 

– Análise Conjuntural

 O presidente da CSB/RS, Sérgio Arnoud, foi convidado para palestrar sobre este tema e fez uma abordagem sobre a conjuntura política e econômica do país, em sua fala destacou as inúmeras dificuldades advindas da pandemia, com desemprego em alta, congelamento de salários e uma inflação que já passou de 10%, os trabalhadores veem cada dia seu poder de compra, seu dinheiro desvalorizado e o que pior com um governo pouco eficaz para resolver esses problemas.

Destacou também as dificuldades encontradas pelas entidades sindicais, em todos os níveis (Sindicatos, Federação, Confederação e Centrais Sindicais), para se manterem e resistirem contra as medidas que retiram direitos dos trabalhadores, pois sem dinheiro, sem receita, as entidades sofrem contra o poder político e financeiro dos parlamentares no Congresso Nacional.

No final, ressaltou que a mudança continua sendo o voto e principalmente quem escolhemos para nos representar, por isso atenção redobrada em 2022, nossas escolhas definirão o quão difícil ou não serão nossas batalhas.

 

– Prestação de Contas 2020/2021 e Previsão Orçamentária 2022

A plenária aprovou por unanimidade a prestação de contas do período de outubro/2020 a setembro/2021 e aprovou também por unanimidade a Previsão Orçamentária para o ano de 2022.

A plenária aprovou ainda por unanimidade a prestação contas aprovadas pelo Conselho Fiscal dos anos de Outubro/2018 a Setembro/2019, Outubro/2019 a Setembro/2020, períodos que não houveram Congressos Estaduais, mas houve a prestação de contas ao Conselho Fiscal da entidade.

 

– Campanha Salarial 2022/2023

Neste item, o presidente da entidade, Claudiomir Brum, apresentou um comparativo referente as Convenções Coletivas de Trabalho firmadas no Estado e destacou que  não houve absolutamente nenhuma diferença nas convenções, que os direitos e reajustes foram assegurados e que diversas redações de cláusulas já vinham sendo executadas desde de 2018. O presidente fez ainda uma abordagem do fechamento das CCTs em nível nacional, os índices de reajustes de diversas regiões do país e que atualmente temos o sétimo maior salário nacionalmente. Após debates e esclarecimentos e levando em consideração a alta da inflação, os representantes decidiram por unanimidade fazer um aditivo para prorrogar a vigência da Convenção Coletiva para assegurar o mais rápido possível a reposição da inflação nos salários a partir de Fevereiro de 2022.

 

– Plano Anual de Atuação Política da FEPSP-RS para 2022

Neste item foi apresentado o Plano de Atuação, que são as metas que a entidade pretende executar, com destaques para o Lançamento da Campanha de Sindicalização e a luta pela aprovação do Estatuto da Segurança Privada, após debatido e deliberado foi aprovado por unanimidade dos presentes.

Principal canal de debates e diálogo, onde são abordados assuntos e problemas que a categoria enfrenta em seu dia a dia, após dois anos suspensos, a entidade retoma de forma simplificada e objetiva o debate e planejamento para o próximo ano.

A FEPSP-RS agradece a todos que participaram a ajudaram a construir uma pauta única e objetiva para continuar nossa luta em defesa dos trabalhadores da segurança privada do Estado do Rio Grande do Sul.

 

Fonte: FEPSP-RS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp